CoronavírusNotíciasVilabela News

Veja o que se sabe neste momento sobre os setores a retomar atividades em PE; confira o cronograma

A construção civil e o comércio atacadista serão os primeiros setores econômicos de Pernambuco autorizados a reabrir, parcialmente, segundo o Plano de Flexibilização de Convívio das Atividades Econômicas com a Covid-19, divulgado nesta segunda (1º). O retorno dessas duas atividades, com novos protocolos, ocorrerá no dia 8 de junho, se os indicadores de saúde se mantiverem em melhora.

O protocolo para retorno da atividade econômica deverá durar 11 semanas (veja lista no fim da reportagem), segundo informou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, em coletiva de imprensa transmitida pela internet. Um plano foi montado com quatro fases da epidemia, dentro das quais diversas etapas de retorno deverão ser postas em prática.

Nesta segunda-feira (1º), foram autorizados a funcionar lojas de material de construção e o delivery do comércio não essencial.

A partir do dia 8 de junho, a construção civil iniciará o retorno gradual, tanto no Grande Recife, quanto no interior: Na Região Metropolitana, as obras serão liberadas com 50% dos funcionários e no horário das 9h às 18h.

No interior, a liberação também é de 50%, sem determinação de horário. O comércio atacadista também poderá atuar a partir desse dia, mas no Grande Recife só será permitido no horário das 9h às 18h. Novos protocolos do setor deverão ser respeitados.

Semanalmente, segundo o governo, o comportamento da epidemia será avaliado, com critérios técnicos e sanitários.

Próximas fases

No dia 15 de junho, entram no plano salões de beleza, barbearias e serviços de estética. Eles precisarão atender uma pessoa por vez, por agendamento, sem fila de espera e com higienização entre um cliente e outro. Varejos de bairro também poderão funcionar, mas só em lojas de até 200 metros quadrados.

Shoppings, centros comerciais e praça de alimentação poderão adicionar o atendimento via coleta.

Confira o que reabre

1º/06: Lojas de material de construção e delivery do comércio não essencial
08/06: Reabertura gradual da construção civil e comercio atacadista
15/06: Reabertura gradual do varejo de bairro, salões de beleza e serviços de estética; delivery e coleta em shoppings centers e centros comerciais; retorno dos treinos de futebol profissional

Sem data, por ordem de prioridade

Reabertura gradual dos serviços médicos, odontológicos e veterinários, concessionárias e locadoras;

Reabertura gradual do varejo de centro, shoppings centers, feiras e polo de confecção; retorno dos jogos de futebol profissional, sem torcida

Reabertura gradual dos serviços de escritório e serviço público; reabertura gradual de centros esportivos com prática de atividade sem contato

Reabertura gradual dos serviços de alimentação (bares, restaurantes e lanchonetes)

Reabertura gradual de academia de ginástica e similares

Reabertura gradual de museus, cinemas e teatros

Retorno de eventos esportivos, com torcida limitada

Retorno de eventos, com novos protocolos

A reabertura total será estabelecida em um plano de cinco níveis, saindo do cinco e entrando no quatro nesta segunda-feira e chegando ao um de forma gradual, quando haverá a reabertura total. Nesta semana, o varejo de bairro, do centro, shoppings, centros comerciais, praças de alimentação e comércio atacadista continuam funcionando com delivery.

A etapa seguinte será no dia 15 de junho, quando o varejo de bairro ou distrito com até 200 metros quadrados será autorizado a funcionar, tanto na RMR como no interior. Os salões de beleza e serviços de estética também passam a funcionar, respeitando regras como agendar um cliente por cada vez, não ter fila de espera e higienização entre cada cliente. Os shoppings, centros comerciais e praça de alimentação ficam liberados para os serviços de delivery e coleta. Na RMR, o horário de funcionamento será das 12h às 18h. Nesta fase, também poderão acontecer os treinos de futebol profissional em todo o estado.

A etapa seguinte, ainda sem data definida, engloba serviços médicos, odontológicos e veterinários, respeitando o agendamento de um cliente por vez, sem fila de espera e higienização entre um paciente e outro. Também será liberado o varejo de bairro, com novos protocolos, e horário das 9h às 18h na RMR. A construção civil passa a ter a reabertura total com 100% dos funcionários, mas mantendo o horário antes estabelecido. Já as concessionárias e locadoras também voltam a funcionar com novos protocolos.

Nível 3
Depois, o plano de reabertura entra no nível 3 de flexibilização. As primeiras atividades a terem a liberação serão varejo de centro, de até 200 metros quadrados na RMR e qualquer tamanho no interior, feira e polo de confecções e shopping center, todos seguindo novos protocolos. O jogo de futebol profissional poderá acontecer, desde que não tenha torcida.

Depois será a vez do serviço público, serviço de escritório (advogado, contador, consultoria, imobiliária, entre outros), com um terço da mão de obra. As academias de ginástica e similares poderão abrir as piscinas e locais com prática de esporte sem contato. A etapa seguinte abrange serviços de alimentação, como bares, restaurantes e lanchonetes, com 50% da capacidade, além de serviço público e serviços de escritório, com 50% da mão de obra, e o varejo do centro de qualquer tamanho, com novos protocolos.

Nível 2
O plano de retomada entra no nível dois com a reabertura das academias de ginástica e similares, com 50% da capacidade, e os serviços de escritório chegando a 100% da mão de obra. A próxima etapa vai liberar o funcionamento de museus, cinemas e teatro, com um terço da capacidade. O serviço público volta a funcionar com 100% da capacidade.

Nível 1
A última etapa, que terá a reabertura total das atividades econômicas em Pernambuco, será dividida em duas fases. A primeira abrange salões de beleza e serviços de estética, academias de ginástica e similares, serviços médicos, odontológicos e veterinários, museus, cinemas e teatros, serviços de alimentação, como bares, restaurantes e lanchonetes, feira e polo de confecções, shoppings, centros comerciais e praça de alimentação, varejo do centro, todos seguindo os novos protocolos. Além de eventos esportivos, com limitação de público. A última fase do plano prevê o retorno de eventos e eventos esportivos, seguindo novos protocolos.

Deixe seu comentário