Reforçado no setor ofensivo, Santa Cruz mira jogadores para o sistema defensivo

Todos os cinco jogadores contratados pelo Santa Cruz para a Série B do Brasileiro foram para o setor ofensivo. Kelvy, João Paulo e Léo Lima são meias. Ricardo Bueno e Bruno Paulo, atacantes. O clube ainda tem bases salariais acertadas com outro jogador de ataque: Augusto, do Campinense-PB. Devidamente reforçado na linha de frente, a partir de então o foco da direção no mercado passa a ser atletas para a retaguarda da equipe.

As negociações com Bruno Paulo e Augusto demandaram muita energia da direção. Preso ao Corinthians, o primeiro rendeu uma disputa com Atlético-GO, Goiás, e Braga, de Portugal, além do rival Náutico. Com pré-contrato assinado com o Tricolor, válido pelos próximos três anos, Augusto também esteve sob os olhos do rival alvirrubro e tinha sido sondado por “mais oito ou nove clubes”, segundo o empresário do jogador, Constantino Júnior – homônimo do vice-presidente do Santa Cruz.

Após o sucesso nas duas negociações, a diretoria coral vai reunir esforços agora para trazer um volante. O clube tem uma lista de jogadores para a posição, mas o nome da vez é de Rodolfo Potiguar, do Salgueiro. Segundo apuração da reportagem do Superesportes, o atleta está apalavrado com o Santa. O obstáculo ainda é uma multa que teria de ser paga ao Carcará para a liberação do cabeça de área, vinculado ao time sertanejo até 2018.

 
Ainda segundo informações de bastidores coletadas pela reportagem, o Santa tinha um acordo com o Carcará para não pagar por Potiguar. O pacto envolvia também o meia salgueirense Valdeir, que chegou a ser dado como reforço certo do Goiás.

Caso o Tricolor esperasse Valdeir até 18 de junho (quando o Salgueiro tem a final do Estadual, contra o Sport, no Cornélio de Barros), Rodolfo Potiguar viria emprestado para o Arruda sem ônus. Como não contará mais com o meia, algum dirigente do Santa deve ir ainda nesta semana ao Sertão para alinhar o acordo com o Salgueiro.

Zagueiro e Lateral direito

Além de um volante, o Santa Cruz também mira um zagueiro e um  lateral direito. A vinda de um lateral chegou a ser tratada internamente como urgência após a lesão de Vitor, em recuperação de fratura na perna pelos próximos seis meses. Com Gabriel Vallés também machucado, o prata da casa Nininho assumiu a titularidade, não comprometeu, a contratação de um concorrente deixou de ser prioritária, mas agora as tratativas com peças da posição serão retomadas. 

 

Por: SuperEsportesPE



Deixe uma resposta