ConteúdosNotícias

Plano de Convivência: confira a situação de cada cidade de Pernambuco a partir desta segunda

Cinco Gerências Regionais de Saúde de Pernambuco (Geres) avançam, nesta segunda-feira (12), para a etapa 10 do Plano de Convivência com a Covid-19 – protocolo do Governo do Estado para a retomada das atividades econômicas e sociais, que teve início em junho. As outras sete regionais estão na etapa 9.

Segundo o Governo de Pernambuco, a etapa 10 permite a reabertura de parques de diversão e similares; aumenta a capacidade de público em cinemas e teatros para 50%, além de permitir a venda e consumo de bebidas e alimentos nesses estabelecimentos; e libera eventos para até 300 pessoas ou 50% da capacidade do espaço (o que for menor).

Entram na fase 10 nesta segunda-feira as Geres 1ª, 2ª, 3ª, 4ª e 12ª – cujas cidades-polo estão localizadas na Região Metropolitana do Recife (RMR), Zonas da Mata Norte e Sul e parte do Agreste, a gerência com sede em Caruaru.

Desde sexta-feira (9), o Governo do Estado ainda liberou atividades em clubes sociais e o futebol society e afins para todo o Estado.

Setores da etapa 10
Os eventos para até 300 pessoas, destaca o governo, só poderão ocorrer dentro de um limite de horário, que vai das 6h à meia-noite.

Os parques de diversões, temáticos e similares poderão ter até 50% da capacidade de público, distanciamento social de um metro e meio nas áreas comuns e de um metro entre as pessoas dentro dos brinquedos. Além disso, será obrigatória a higienização de todos os equipamentos após a utilização.

Os cinemas e os teatros poderão ampliar a capacidade de lotação para 50%. A partir desta segunda-feira, também está autorizada a venda e o consumo de alimentos e bebidas, como pipocas e refrigerantes, dentro das salas de exibição nas cinco Geres que avançaram para a Etapa 10.

“Obedecer aos protocolos é o que tem permitido fazer avanços no Estado sem que os números voltem a crescer”, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Bruno Schwambach.

Interior
As Geres 9ª e 10ª, cujas cidades-polo são Ouricuri e Afogados da Ingazeira avançam à etapa 9, sendo as duas últimas do Estado a chegar a esta fase.

Ao todo, 23 municípios poderão ampliar os horários de funcionamento dos serviços de alimentação, como restaurantes, lanchonetes, cafés, bares e similares, que terão carga horária de funcionamento estendida em mais duas horas e passarão a operar das 6h até a meia-noite. A capacidade de lotação também será ampliada de 50% para 70%.

Essas 23 cidades também poderão reabrir cinemas e teatros sob os novos protocolos, já com a autorização de venda e consumo de alimentos, além de realizar eventos culturais e sociais para até 100 pessoas ou preenchendo 30% da capacidade dos espaços (o que for menor). A realização de eventos corporativos já estava autorizada para todo o Estado.

Comércio de rua
Por fim, também a partir desta segunda-feira, varejistas de todo o Estado poderão abrir até meia-noite. Os estabelecimentos também poderão receber um cliente para cada cinco metros quadrados de área.

Etapas do Plano
Ao todo, o Plano de Convivência elaborado pelo Governo do Estado tem 11 etapas. Na etapa 11, serão gerados novos protocolos para autorizar a reabertura do serviço público (100% da capacidade), salões de beleza, comércio varejista, serviços médicos, odontológicos, veterinários; serviços de alimentação; feira e polo de confecção; shoppings, centros comerciais e praças de alimentação; museus, cinemas e parques de diversão; e locais para prática esportiva.

Cidades que estão na etapa 10 a partir desta segunda-feira (12):
1ª Regional de Saúde
Abreu e Lima, Araçoiaba, Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Chã Grande, Chã de Alegria, Glória de Goitá, Fernando de Noronha, Igarassu, Ipojuca, Itamaracá, Itapissuma, Jaboatão dos Guararapes, Moreno, Olinda, Paulista, Pombos, Recife, São Lourenço da Mata e Vitória de Santo Antão.

2ª Regional de Saúde
Bom Jardim, Buenos Aires, Carpina, Casinhas, Cumaru, Feira Nova, João Alfredo, Lagoa de Itaenga, Lagoa do Carro, Limoeiro, Machados, Nazaré da Mata, Orobó, Passira, Paudalho, Salgadinho, Surubim, Tracunhaém, Vertente do Lério, Vicência.

3ª Regional de Saúde
Água Preta, Amaraji, Barreiros, Belém de Maria, Catende, Cortês, Escada, Gameleira, Jaqueira, Joaquim Nabuco, Lagoa dos Gatos, Maraial, Palmares, Primavera, Quipapá, Ribeirão, Rio Formoso, São Benedito do Sul, São José da Coroa Grande, Sirinhaém, Tamandaré, Xexéu.

4ª Regional de Saúde
Agrestina, Alagoinha, Altinho, Barra de Guabiraba, Belo Jardim, Bezerros, Bonito, Brejo da Madre de Deus, Cachoeirinha, Camocim de São Félix, Caruaru, Cupira, Frei Miguelinho, Gravatá, Ibirajuba, Jataúba, Jurema, Panelas, Pesqueira, Poção, Riacho das Almas, Sairé, Sanharó, Santa Cruz do Capibaribe, Santa Maria do Cambucá, São Bento do Una, São Caetano, São Joaquim do Monte, Tacaimbó, Taquaritinga do Norte, Toritama, Vertentes.

12ª Regional de Saúde
Goiana, Aliança, Camutanga, Condado, Ferreiros, Itambé, Itaquitinga, Macaparana, São Vicente Férrer, Timbaúba.

Cidades que estão na etapa 9 a partir desta segunda-feira (12):
5ª Regional de Saúde
Águas Belas, Angelim, Bom Conselho, Brejão, Caetés, Calçados, Canhotinho, Capoeiras, Correntes, Garanhuns, Iati, Itaíba, Jucati, Jupi, Lagoa do Ouro, Lajedo, Palmerina, Paranatama, Saloá, São João, Terezinha.

6ª Regional de Saúde
Arcoverde, Buíque, Custódia, Ibimirim, Inajá, Jatobá, Manari, Pedra, Petrolândia, Sertânia, Tacaratu, Tupanatinga, Venturosa.

7ª Regional de Saúde
Belém do São Francisco, Cedro, Mirandiba, Salgueiro, Serrita, Terra Nova, Verdejante.

8ª Regional de Saúde
Afrânio, Cabrobó, Dormentes, Lagoa Grande, Orocó, Petrolina, Santa Maria da Boa Vista.

9ª Regional de Saúde
Araripina, Bodocó, Exu, Granito, Ipubi, Moreilândia, Ouricuri, Parnamirim, Santa Cruz, Santa Filomena, Trindade.

10ª Regional de Saúde
Afogados da Ingazeira, Brejinho, Carnaíba, Iguaraci, Ingazeira, Itapetim, Quixaba, Santa Terezinha, São José do Egito, Solidão, Tabira, Tuparetama.

11ª Regional de Saúde
Betânia, Calumbi, Carnaubeira da Penha, Flores, Floresta, Itacuruba, Santa Cruz da Baixa Verde, São José do Belmonte, Serra Talhada, Triunfo.

Veja as etapas do Plano de Convivência:
Etapa 1
Permite que funcionem, apenas por delivery, varejo, shoppings, praças de alimentação e comércio atacadista. As lojas de material de construção também podem funcionar, mas com novos protocolos.
Etapa 2
Podem funcionar, além dos serviços essenciais, construção civil, com 50% dos funcionários; comércio atacadista das 9h às 18h; shoppings, centros comerciais e praças de alimentação apenas por pontos de coleta e drive-thru. E consultórios, ambulatórios e serviços de saúde.

Etapa 3
Fica autorizado o varejo de rua em lojas de até 200m2, salões de beleza e serviços de estética, treinos de futebol profissional e comércio/aluguel de veículos, esses com 50% da capacidade.

Etapa 4
Estabelece novos protocolos para o varejo de rua; a construção civil pode operar com 100% das equipes e os shopping centers podem abrir as portas, mas com controle de fluxo limitado a 30% da capacidade e horário reduzido, das 12h às 20h.

Etapa 5
Autoriza a reabertura de serviços de escritório, com 50% da capacidade, e permite 100% das equipes em lojas de comércio e aluguel de veículos.

Etapa 6
Eventos corporativos com limite máximo de 100 pessoas ou com ocupação de até 30%, o que for menor, até as 22h (desde 7 de setembro). Serviços de alimentação, com 50% da capacidade; academias de ginástica e similares, com novos protocolos; comércio varejista com um cliente para cada 10m2 e shoppings centers podem receber 50% da capacidade. Além disso, feira e Polo de Confecção podem reabrir.

Etapa 7
Permite que serviços de alimentação estendam seu horário para as 22h e shopping centers podem funcionar das 10h às 22h. Igrejas e templos também podem aumentar a capacidade de funcionamento. Aquelas que possuem espaço para até 999 fiéis poderão receber 30% da sua capacidade total. Já as instituições com área para mais de mil fiéis poderão funcionar com 20% da capacidade.

Etapa 8
Fica permitido 100% da mão de obra dos serviços de escritório. Os serviços de alimentação podem receber 70% da sua capacidade. São reabertos o comércio de praia e os museus e espaços de exposição.

Etapa 9
Cinemas, teatros e eventos sociais e culturais com até 100 pessoas ou 30% da ocupação do espaço, o que for menor. Serviços de alimentação podem passar a receber até 70% da capacidade e funcionar das 6h à meia noite. A distância obrigatória entre as mesas passa de 1,5 metro para 1 metro.

Etapa 10
Aumento da capacidade de todos os três tipos de eventos para até 300 pessoas, ou 50% da capacidade do estabelecimento. Ficam liberados os parques de diversão, temáticos e similares, com novos protocolos. Os eventos sociais, culturais e corporativos podem aumentar a capacidade para até 300 pessoas, ou 50% da capacidade do estabelecimento.

Etapa 11
São gerados novos protocolos para autorizar a reabertura do serviço público (100% da capacidade), salões de beleza, comércio varejista, serviços médicos, odontológicos, veterinários; serviços de alimentação; feira e polo de confecção; shoppings, centros comerciais e praças de alimentação; museus, cinemas e parques de diversão; e locais para prática esportiva.

Deixe seu comentário