CoronavírusNotíciasVilabela News

Pernambuco tem 19 casos de Coronavírus e transmissão comunitária é detectada

O boletim divulgado na noite desta terça-feira (17) aponta que Pernambuco tem 19 casos de Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, um a mais do que a lista de segunda (16). O governo também informou que foi detectada a primeira transmissão comunitária, quando não é possível estabelecer de onde partiu o contágio.

O governo de Pernambuco também anunciou, nesta terça, um decreto que proíbe eventos com mais de 50 pessoas, para tentar evitar o contágio pelo novo coronavírus. Também foi determinado o fechamento de museus, cinemas, academias e equipamentos culturais.

Outra decisão divulgada, durante coletiva, no Palácio do Campo das princesas, sede do governo estadual, é o fechamento do aeroporto de Fernando de Noronha, a partir de 21 de março, para turistas. Na ilha, já está proibido entrar na área do parque nacional.

De acordo com o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, o caso configurado de transmissão comunitária é de uma mulher de 63 anos, moradora do Recife. Ao todo, há 357 notificações para a doença Covid-19.

Ainda segundo André Longo, há 250 casos ainda sendo investigados, 85 descartados e outros três prováveis, de pessoas que tiveram contato com pessoas que tiveram confirmação para a Covid-19. Do total de ocorrências notificadas, 223 são de mulheres e 134, homens.

“Um dos casos investigados é de uma pessoa em Fernando de Noronha. Por causa disso, a autoridade sanitária estadual está recomendando o fechamento do aeroporto local a partir do dia 21”, afirmou Longo.

De acordo com o administrador de Fernando de Noronha, Guilherme Rocha, a partir do dia 21, foi planejado um fluxo semanal de voos para a ilha, reservado a moradores e servidores estaduais, municipais e federais que trabalham no local.

“Iniciamos conversas com as duas companhias aéreas que operam na ilha e a Azul garantiu um voo semanal para moradores e servidores. Os turistas que estão na ilha precisam, antes disso, contactar suas companhias para organizar sua saída”, afirmou.

Do G1

Deixe seu comentário