No Santa Cruz, retomada emocional vira prioridade após eliminação no Nordestão

A desclassificação na Copa do Nordeste não foi ainda digerida pelos jogadores do Santa Cruz. O baque para o maior rival deixou o elenco “triste”, segundo o próprio treinador Vinícius Eutrópio. O clima é de “ressaca”. Para evitar sequelas da eliminação para o Sport na sequência da temporada, o comandante visa a uma retomada no emocional da equipe. No Arruda, ele teve uma conversa com o grupo. Antes de qualquer orientação técnica ou tática, a prioridade é focar no lado psicológico dos atletas.

Neste sábado, na Arena de Pernambuco, o Santa enfrenta o Náutico no primeiro de dois duelos que valem o terceiro lugar do Estadual. Quando o time entrar em campo, Eutrópio espera que os seus comandados tenham já deixado a eliminação no Nordestão para trás. “É um momento  difícil. Você tem que levantar o moral dos jogadores. Depois do jogo, muitos estavam ali chorando”, revelou.

O treinador precisará, de quebra, motivar o elenco para um Clássico das Emoções de interesse reduzido para as torcidas tricolor e alvirrubra. “Só (trabalhar) a cabeça para o jogo contra o Náutico. Não vai ter estádio cheio e não é um grande atrativo para nenhuma das equipes. Um jogo como o do Sport, o pessoal fica muito triste. Temos que reunir todo mundo e buscar todas as forças”, projetou Eutrópio.

 
Para os jogadores terem tesão de atuar contra o Náutico, Eutrópio faz questão de relembrar que os dois próximos duelos com o Timbu valem também vaga no Nordestão de 2018 e representa um acréscimo considerável no orçamento do Santa no ano que vem. Usa o argumento para encorajar os jogadores.

“A Copa do Nordeste é muito preciosa no primeiro semestre. É uma disputa de título que vai acontecer”, comparou. Depois da reunião interna com o treinador, o meia Thomás avaliou positivamente o bate-papo. “Foi mais motivacional, para aprender com os erros. Tudo na vida nos deixa aprendizado. É aprender com o que passou, mas seguir em frente.”

Por: SuperEsportesPE


Deixe uma resposta