Náutico marca o 1º gol na Série B após 444 minutos, mas cede empate ao Oeste

Após cinco rodadas, o Náutico conseguiu mostrar um lampejo de evolução. Foi a partida na qual o time acelerou o jogo, na qual criou e finalizou de forma consciente. E, finalmente, balançou as redes nesta Série B. Aos 19 do segundo tempo, com o jejum totalizando 444 minutos, incluindo acréscimos.

Contra o Oeste, de má lembrança, o gol de Manoel fazia justiça ao jogo presenciado por 1.699 pessoas na Arena Pernambuco. O prata-da-casa concluiu mais uma jogada construída por Erick, o melhor em campo. Explorando bem a ponta direita, o atacante lembrou a figura de destaque no Estadual, partindo pra cima e abrindo a defesa paulista. Conseguiu deixar os companheiros em condições favoráveis, algo em falta no setor ofensivo. Entretanto, o timbu não vivia uma noite de transformação. Apesar da atitude em campo, as deficiências continuam existindo, como pôde ser comprovada no gol sofrido, com a vantagem durando apenas cinco minutos. Numa bola levantada na área, com a jogada de cabeça em cabeça, diante de uma zaga estática, o atacante Robert mandou para as redes.

Ao menos desta vez, o time pernambucano não se abateu e continuou dominando, embora de maneira afobada. Ainda finalizou duas vezes com perigo, parando no goleiro Rodolfo. Mas ao se expor em busca da primeira vitória, quase tomou a virada aos 46, num contragolpe desperdiçado por Robert. O Náutico acabou mesmo tendo que se “contentar” com o 1 x 1, que na prática só o tirou da lanterna. A situação segue crítica, ainda mais com a tabela pela frente, como o Inter no Beira-Rio, no sábado. Resta torcer que para o jogo contra o Oeste não tenha sido, de fato, apenas um lampejo…

Série B 2017, 5ª rodada: Náutico 1x1 Oeste. Foto: Peu Ricardo/DP



Deixe uma resposta