Ex-Globo explica por que divulgou vídeo de William Waack

Diego Rocha Pereira, operador de VT e ex-funcionário da Globo, e Robson Cordeiro Ramos, designer gráfico, foram os responsáveis pelo vazamento do vídeo que resultou no afastamento de William Waack do “Jornal da Globo” na última quarta-feira (8).

“Tudo aconteceu enquanto a produção estava colocando o microfone nele. Eu ainda voltei as imagens para ter certeza, não estava acreditando que ele teria falado aquilo. Fiquei tão revoltado, que filmei com o meu celular”, contou Pereira à rádio “Jovem Pan”

O outro profissional afirmou que não tinha o intuito de repercutir o material na imprensa, apenas levantar uma questão social: “Soltei o vídeo em um grupo de líderes do movimento negro. Mas não foi premeditada essa repercussão”

“A ideia era mostrar para os amigo que um jornalista influente como ele também poderia ser racista”, acrescentou Ramos

O vídeo foi gravado há cerca de um ano. Sobre a ‘demora’ na divulgação, a dupla garantiu que tentou espaço em alguns veículos de comunicação, mas que não conseguiu apoio. “Chegamos a ouvir: ‘Se não é do William Bonner, não interessa’.”

Vale lembrar que o material virou polêmica nas redes sociais e a Globo divulgou um comunicado para revelar o afastamento do funcionário e também condenar “viscealmente” o racismo. O “Jornal da Globo” é apresentado, por enquanto, pela âncora Renata Lo Prete



Deixe uma resposta