Tallita Martins se prepara para o futuro após entregar a coroa de Miss Pernambuco

Nesta sexta-feira 926) , Tallita Martins entrega a tão desejada coroa de Miss Pernambuco à sua sucessora. A moça de 1,76m, natural de Serra Talhada, estudante de direito e modelo, hoje sonha alto. Quer oportunidades fora do Brasil, não importa que lugar do globo. “Acrescentaria ainda mais à minha carreira como modelo. É meu grande sonho”, revela a jovem de 21 anos que hoje integra o casting da Amazing Models.

Desde que venceu o concurso no ano passado, Tallita sentiu que as portas se abriram ainda mais para ela e, com isso, sua rotina virou de cabeça para baixo. Mudou-se para o Recife, onde divide apartamento com uma amiga, e conquistou a independência. O dia a dia é puxado, viu? “Tenho compromissos e muitas coisas para cumprir com a minha agência de modelos, como Miss e com a faculdade. Minha agenda de Miss é gigantesca. Compareço a coquetéis, desfiles, faço presenças vips, sempre representando Pernambuco. Onde eu vou levo minha faixa”, conta.

Admite, porém, que não tem uma rotina de beleza rígida. Faz o estilo “magra de ruim”, come de tudo e não se preocupa com a tão aclamada alimentação saudável. “Quando vejo que estou perdendo minhas medidas fecho a boca. Não vou te enrolar, como muita besteira e depois fecho a boca”, confidencia sorridente.

Sua história com o Direito começou lá em Serra Talhada. “Sempre quis, desde pequena. Comecei o curso lá, mas para participar do concurso aqui no Recife, no ano passado, precisei trancar. Até que venci e recebi, como umas das premiações, o curso aqui no Recife, numa universidade particular. Como modelo o que mais gosta de fazer são as campanhas publicitárias na área de moda. Entre foto e passarela, prefere a primeira opção, mas se lhe surgisse uma oportunidade numa das fashion weeks do Brasil ou do mundo ela é enfática: “claro! Sem duvida nenhuma! É um dos maiores sonhos de uma modelo”, revela.

Sua dica primordial para as 21 candidatas que concorrem a edição deste ano do Miss Pernambuco é manter a tranquilidade. “Sei que é o mais difícil, mas dá pra superar tudo se você tiver tranquilidade. Sou muito católica e me mantive em oração o tempo todo”, conta.

Fonte: Ne10



Deixe uma resposta