Sport aposta na força da Ilha para se reabilitar no Brasileiro contra o São Paulo

Quando não se pontua fora de casa, a vitória como mandante passa a ser ainda mais obrigatória. Sob o risco de ficar para trás na classificação. Essa é a pressão em cima do Sport nesta quarta-feira, às 19h30, contra o São Paulo, na Ilha do Retiro. Após a derrota por 2 a 1 para o Vasco, (a terceira em três jogos como visitante neste Campeonato Brasileiro), os rubro-negros precisam do triunfo com o apoio da torcida sob o risco de voltar à zona de rebaixamento em caso de insucesso. Na 14ª posição, com sete pontos, o time está a apenas dois do Z4.

Porém, se como visitante o Sport vem sendo inofensivo até aqui, o inverso ocorre quando a equipe atua em casa. Na atual temporada, o Leão foi derrotado apenas uma vez, em 21 jogos disputados no seu estádio (2 a 1 para o Santa Cruz, na semifinal da Copa do Nordeste), com um aproveitamento geral de 70% dos pontos. No Brasileiro, somou seus sete pontos como mandante. 
 
Além disso, outro dado que reforça a força do Leão em casa é o fato do time ter marcado gols em todos os jogos na Ilha do Retiro este ano. Somando os compromissos pelo Campeonato Pernambucano, Copa do Brasil, Copa do Nordeste, Sul-Americana e os três já disputados pela Série A, foram 42 gols marcados, uma média de dois por partida. Número é bem superior a média geral do time, que é de 1,66 tento por jogo.
“Apoio da torcida é um fator importante. O Sport sempre foi forte na Ilha. Sabemos que também precisamos pontuar fora se quisermos chegar lá em cima da tabela. Mas não podemos deixar de fazer os pontos em casa”, destacou o atacante Osvaldo.

Entrosamento
Ciente da força do Sport em casa, e ainda em busca de uma identidade e um maior entrosamento do time, o técnico Vanderlei Luxemburgo fará apenas uma mudança com relação a última rodada. Com um lesão muscular na coxa, o volante Anselmo ficará fora por dois meses. Assim, o treinador rubro-negro vai deslocar Patrick, que vinha sendo improvisado na lateral esquerda, para a sua posição de origem, promovendo a estreia do lateral Sander como titular.
Porém, a mudança mais significativa será com relação ao posicionamento do volante Rithely, que voltará a atuar mais recuado, como o primeiro homem de combate a frente da defesa. Nas partidas contra Flamengo e Vasco, o camisa 21 foi acionado como uma espécie de substituto de Diego Souza, na armação do meio de campo, mas não teve boas atuações.

Ficha do jogo

Sport
Magrão; Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Durval e Sander; Rithely, Thallyson e Patrick; Osvaldo, André e Thomás. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.
São Paulo
Renan Ribeiro; Lucão, Maicon e Douglas; Marcinho, Éder Militão, Jucilei, Cícero e Júnior Tavares; Gilberto e Lucas Pratto
Técnico: Rogério Ceni
Local: Ilha do Retiro. Horário: 19h30. Árbitro: Héber Roberto Lopes (SC). Assistentes: Carlos Berkenbrock e Helton Nunes (ambos de SC). Ingressos: R$ 60 (arquibancada frontal), R$ 30 (estudante) e R$ 20 (sócio); R$ 40 (arquibancada lateral), R$ 20 (estudante) e R$ 15 (sócio).


Deixe uma resposta