Serra Talhada garante vitória em casa diante do Atlético Pernambucano

Por Fábio Virgulino

Nesta última quarta-feira (22), pela sétima rodada do Hexagonal do Rebaixamento, a equipe do Serra Talhada recebeu em seus domínios o time do Atlético Pernambucano. O jogo colocava em xeque a permanência do adversário na elite do futebol estadual.

Diante do péssimo gramado do estádio Nildo Pereira de Meneses (O Pereirão), as equipes não conseguiram apresentar um bom futebol na etapa inicial da partida e as melhores jogadas das duas equipes aconteciam pelo os lados do campo, especificamente pelo lado direito. Mais quem realmente teve a melhor chance de gol foi à equipe visitante, aos 25 minutos o atacante Alan, chutou forte e obrigou o goleiro Felipe do Serra Talhada a fazer uma bela defesa. Com poucos lances de gols o primeiro tempo terminou com o placar em 0x0.

Na volta das equipes para a etapa final de jogo, o que se foi visto foi um Serra Talhada desorganizado e o Atlético Pernambucano desesperado pelo resultado, mas, valorizando um ponto fora de casa. O tempo ia passando e junto dele a paciência dos poucos torcedores do time cangaceiro, presentes no estádio, que chegaram a iniciar uma sutil vaia em forma de protesto atuação do “Lampião Biônico”.

Aos 17 minutos o Serra Talhada resolveu realizar o dever de casa e acordar na partida, o meia Lucas que é prata da casa, recebeu dentro da área do “Tatu-Bola” (Mascote do Atlético) e colocou a bola na rede do goleiro Juca. O gol serviu como um gás a mais para os donos da casa e com 13 minutos depois do primeiro gol o atacante Edson Pit Bul recebeu uma bola do meia Cleyton e aumentou a vantagem no placar 2×0 Serra.

O “Lampião Biônico” ainda desperdiçou um pênalti aos 40 minutos, com Edson Pit Bul. Mais o resultado já era suficiente para o Serra Talhada respirar na competição e carimbar o rebaixamento do Atlético Pernambucano, com 3 rodadas de antecedência do termino da competição. O Serra Talhada agora realizará dois jogos seguidos fora de casa, contra Vitória e Afogados da Ingazeira, respectivamente.

ESCALAÇÃO:
SERRA TALHADA: Felipe; Valber, Andson, Quipapá e Carioca; Talisson, Felipe Potejí (Renatinho), Lucas e Cleyton; Edson Pit Bul (Ewerton) e JP.
ATLÉTICO PERNAMBUCANO: Juca; Kris, Mario (Marlon), Marcos e Gledson (Walter); Breno (Alemão), Cajá, Emerson e Jr Cajú; Alan e Kaio.
PÚBLICO: 113 Torcedores / RENDA: R$575,00

 



1 comentário

  • D OLHO NO LANCE

    COMO AINDA TEM OTÁRIOS, MANÉ DE BOTA E DESLIGADOS, QUE SE INCOMODA COM UM CAMPEONATO MAL ORGANIZADO QUE É ESSE PERNAMBUCANO DE FUTEBOL. UM CAMPEONATO QUE VISA UNICAMENTE O BEM ESTAR DOS CLUBES DA CAPITAL. SÓ O SALGUEIRO QUE TEM UM BOM ELENCO E JOGA TUDO E MAIS UM POUCO , É QUEM CONSEGUE SE SEGURAR ENTRE ESSA “ELITE, POIS, INVESTE RAZOAVELMENTE BEM EM SUA CONTRATAÇÕES. FORA ISSO, SÃO ESTÁDIOS HORRÍVEIS COM GRAMADOS TERRÍVEIS E JOGADORES MASSACRADOS DIANTE DE TORCEDORES AFLITOS, SEM CONTAR COM A PÉSSIMA ARBITRAGEM E UMA FEDERAÇÃO MAIS QUE OMISSA. É SEMPRE ASSIM A CADA ANO E NINGUÉM SABE QUANDO IRÁ MUDAR. PARA MELHOR, ESPERO. UM PÚBLICO DE 100 (CEM) TESTEMUNHAS, FALA POR SI DESSA DESVALORIZAÇÃO E DESCASOS QUE QUE SOFRE O FUTEBOL PERNAMBUCANO E OS CLUBES DO INTERIOR, PRINCIPALMENTE OS NOSSOS DAQUI DO SERTÃO.

Deixe uma resposta