Santa Cruz bate o Remo e assume a terceira colocação

Cobra Coral fez 2x0 nos paraenses neste domingo (08), no Arruda

 

 

 

 

Não houve espetáculo, mas dentro de campo o Santa Cruz mostrou o seu espírito competitivo e venceu a sua segunda partida consecutiva, batendo o Remo, por 2×0, neste domingo (08), no Arruda. O triunfo rendeu ao Tricolor uma posição a mais na tábua de classificação, assumindo o terceiro lugar, com 20 pontos ganhos, três a mais que o Globo/RN, quinto colocado e primeiro fora do G4. A Cobra Coral volta a campo neste sábado (14/07) , diante do próprio Globo/RN, também no Arruda.

Dentro de campo, o Santa Cruz começou um pouco sonolento, com o Remo dando sinais de que viria com uma estratégia de tentar surpreender os mandantes. E quase conseguiram aos sete minutos, quando Elielton tentou um cruzamento e a bola tomou um efeito direto para o gol, com Tiago Machowski atento para salvar dando um tapa para o lado. Mas, vai em seguida foi a vez de a Cobra Coral dar o bote certeiro. Aos 11 minutos, Robinho fez boa jogada pela direita e cruzeiro na cabeça de Pipico, que precisou até se abaixar para mandar para o fundo do gol e abrir o placar.

Apesar de ter mais posse de bola e mais território, o Tricolor continuava dando espaços perigosos para o Remo. Aos 25 minutos, Tiago Machowski entrou novamente em ação, após ficar de frente com Elielton. A melhor chance coral surgiu aos 41 minutos, mas Jaílson finalizou mal e parou no goleiro.

Na volta para o segundo tempo, os paraenses voltaram com Fernandes no lugar de Leandro Brasília. A mudança fez o Remo trocar um pouco da pegada na marcação para ganhar em qualidade no passe e finalização de média distância. E assim o Santa Cruz foi pressionado durante boa parte da etapa final. E foi o próprio Fernandes que quase empatou a partida. Aos 28 minutos, a bola cruzou toda a área coral e sobrou para o meia mandar um chute de esquerda, cheio de efeito, que passou raspando a trave com Machowski já batido no lance.

E quando o mar não tá para peixe a coisa é complicada mesmo. Acionado para a exploração das bolas aéreas, Eliandro quase chegou ao gol de empate. Aos 42 minutos, em cruzamento na segunda trave, o atacante cabeceou no travessão tricolor. A bola ainda quicou próxima à linha, mas claramente não entrou. O castigo paraense veio já nos descontos. Após falta cobrada por Charles, a bola desviou na zaga e enganou o goleiro: Santa Cruz 2×0 e fim de jogo.

Ficha do jogo

SANTA CRUZ 2
Tiago Machowski; Mailton, Danny Morais, Augusto Silva e Allan Vieira (Eduardo Brito); Eduardo, William Maranhão (Charles) e Arthur Rezende (Augusto); Jailson, Robinho e Pipico. Técnico: Roberto Fernandes

REMO 0
Vinícius; Nininho, Mimica, Bruno Maia e Esquerdinha (Jayme); Geandro, Fernandes, Leandro Brasília (Fernandes) e Rodriguinho; Elielton (Eliandro) e Isac. Técnico: Netão

Local: Estádio do Arruda (no Recife). Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ). Assistentes: Silbert Faria Sisquim e Lilian da Silva Fernandes Bruno (Ambos do RJ). Gols: Pipico (aos 11 do 1ºT) e Charles (aos 46 do 2ºT). Cartões amarelos: Arthur Rezende (Santa Cruz). Geandro, Bruno Maia e Nininho (Remo). Cartão vermelho: Vacaria e Geandro (Remo). Público: 14.782. Renda: 122.291,00.

 

Da Folha de Pernambuco 


Deixe uma resposta