Salgueiro recorre e aguarda decisão sobre entrada da buzina na final do PE

A polêmica da buzina ainda não terminou. O presidente do Salgueiro, José Guilherme da Luz, confirmou ao GloboEsporte.com que o clube recorreu da decisão do Desembargador José Fernandes de Lemos, da 5ª Vara Cível do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJ-PE), que acatou um pedido do Sport e proibiu a entrada de buzinas e cornetas na final do Pernambucano, na próxima quarta-feira, em Salgueiro.

– A gente recorreu. O advogado entrou e estamos aguardando a decisão – afirmou José Guilherme.

Defendendo a presença da buzina na decisão, José Guilherme criticou as proibições que estão tomando conta do futebol.

– É assim, o futebol hoje está ficando, como o povo diz, muito nutella. Acabou-se aquele negócio. O próprio Sport tinha Zé do Rádio, que foi considerado o torcedor mais chato do Brasil. No tempo era bonito, interessante. Tarcísio, na maneira dele de torcer, conseguiram isso aí (proibir o uso da buzina na final). Eu acho que o futebol está ficando meio sem graça. Jogador não pode mais vibrar um gol com a torcida, não pode mais não sei o quê. É tanto impedimento hoje, que eu acho que o futebol está virando um teatro. Só aquele negócio. Ninguém pode ver um palavrão, não pode ver nada. São coisas do campo de pelada que está perdendo a essência do futebol. Esse negócio de Tarcísio aí… A gente da diretoria está preocupado com o jogo, não está muito preocupado com buzina, não. Mas a gente está dando apoio a Tarcísio, o advogado entrou e vamos aguardar o julgamento. Do GE.



Deixe uma resposta