Questionada sobre sua crença, Evangélica que faz filmes adultos diz que trabalho não interfere em sua religião

Kamilla Werneck atriz do cinema adulto disse que sua profissão não atrapalha a sua fé e que Deus está preocupado com o seu coração e “julga somente isso”. Segundo a atriz, seu trabalho não interfere em sua crença.

 

As declarações foram feitas durante uma entrevista ao programa do Canal Brasil, “Pornolândia”. As imagens dessa conversa se espalharam pelas redes sociais e estão sendo muito comentadas no momento, principalmente no Facebook.

A apresentadora do programa ainda tenta indagar sobre a sua religião, mas a moça, sem nenhum rodeio, disse: “Eu faço parte da religião evangélica, mas as pessoas determinam muito sobre como ser dessa religião. Não preciso ser do jeito que a sociedade e o evangelismo impõe. Eu não concordo com nada disso, Deus está e vive dentro dos nossos corações e ele sabe tudo que se passa aqui […] Se nós fizermos coisas ruins para as outras pessoas, se somos maldosos com os outros, isso sim que precisamos avaliar.

A atriz ainda pontuou: “Eu sou dessa maneira, desse mesmo jeito que você está vendo e é do jeito que tem que ser”. Durante a entrevista, Werneck não revelou qual denominação pertence e onde é sua igreja.

 

Repercussão na internet

O assunto foi muito comentado nas redes sociais e alguns usuários comentaram o assunto.

“Eu não acredito que ela mulher possa acreditar no nosso Deus, ela não acredita em Javé, o pai de Cristo e sim no ‘Deus dessa geração’ que é o satanás”, disse uma usuária.

“Essa mulher é apenas mais uma fã de Deus”, disseram outros.

Outro usuário chegou a dizer que “converter é bem mais que isso, se não renunciarmos e morreremos e seremos julgados, mude de profissão agora mesmo e renuncie que você será perdoada”.

Tiveram pessoas que fizeram comentários de partes da bíblia, justificando o pecado da garota: “Em Galatas 5:19 -21 está escrito que toda obra que está relacionada a carne são manifestadas como pecado, entre elas a libertinagem as impurezas e a imoralidade sexual, além de feitiçaria e idolatria como facções e inveja, ira, egoísmo, ciúmes, ódio, embriaguez, dissensões, discórdia, orgias e coisas semelhantes. Eu os alerto, como antes já os adverti, que os que praticam esses atos não entrarão o Reino de Deus’”.

Com informações da Blasting News

 

E aí, o que você do assunto? Deixe comentário aqui pra gente!

 



1 comentário

Deixe uma resposta