Obras do principal centro esportivo de Pernambuco vão custar R$ 20 milhões

O governador Paulo Câmara assinou nesta segunda-feira, em solenidade no Palácio do Campo das Princesas, a ordem de serviço para início das obras de reforma do Centro Esportivo Santos Dumont, localizado no bairro de Boa Viagem, no Recife. Segundo o governo, o Centro terá um investimento de 20 milhões para a reforma, sendo R$ 16 milhões de investimento do Governo Federal e R$ 4 milhões do Governo de Pernambuco.

Com 42 anos de fundação, o Santos Dumont passou por reformas pontuais nos últimos anos. Em 2012, às vésperas da Olimpíada, teve uma promessa de uma grande reforma, que transformaria o local num centro de alto rendimento, capaz de abrigar delegações estrangeiras para os Jogos Rio-2016. O orçamento apresentado, foi de R$ 84.994.736, mas não saiu do papel. Na época, apenas a pista terminou reformada, ao custo de R$ 5 milhões.

O governador Paulo Câmara reconheceu a “dívida” histórica com as reformas do Santos Dumont. Em ato com forte presença política, ele enfatizou a importância da requalificação do equipamento. “Estamos resgatando uma dívida muito antiga que nós temos em relação ao complexo esportivo Santos Dumont. É um equipamento fundamental  que pode ajudar muito na formação de atletas no futuro e que todos nós sabemos da importância do esporte  na formação de uma pessoa”, declarou o governador.

 As obras que começaram nesta segunda-feira, estão previstas para serem concluídas em um prazo de 18 meses, ou seja, em novembro de 2018. Neste novo projeto, o Santos Dumont passará a ter parque aquático com piscina olímpica de aquecimento e piscina de saltos; centro de esportes de praia (vôlei de praia, beach tennis, beach soccer, futevôlei e  handbeach); campo de futebol (society), quadra de tênis, pista de skate, academia ao ar livre, ginásio poliesportivo, arquibancada para pista de atletismo, área para esportes de artes marciais, área para ginástica e dança, pista para caminhada e pista de atletismo que já existe.

O secretário de Turismo, Esportes e Lazer, Felipe Carreras, garantiu que não haverá atrasos na entrega da reforma do Santos Dumont. “O nosso objetivo é entregar antes disso inclusive”, prometeu. Ainda não há, porém, um plano definido para a abrigar as modalidades que perderão seus espaços enquanto a obra estiver acontecendo. Para amenizar esse impacto, a reforma será feita por módulos. “Os atletas vão ter que utilizar outro equipamento. Mas eles vão entender e vão vibrar porque este grande sonho vai estar virando realidade”, argumentou Carreras.

O Centro Santos Dumont atende atualmente a 2.907 pessoas, em 27 modalidades, entre atletas, estudantes da rede pública, idosos e deficientes físicos. Oferece aulas de natação, hidroginástica, karatê, vôlei, futsal, ioga, ginástica rítmica e funcional, aeróbica, dança, musculação, handebol, badminton, judô e atletismo.



Deixe uma resposta