O Náutico evoluiu coletivamente, mas segue sofrendo com fase dos seus centroavantes

O Náutico viaja nesta quinta-feira para enfrentar o Salgueiro no Cornélio de Barros no próximo sábado, em duelo válido pela 7ª rodada do Campeonato Pernambucano, e Milton Cruz deve levar algumas dúvidas na bagagem. Uma delas parece estar no ataque. Mais exatamente na posição de centroavante. Alison, Anselmo e Giva, os atletas considerados responsáveis por balançar as redes estão devendo e o técnico alvirrubro ainda busca a melhor alternativa para ser o homem gol do Timbu. 

No treino da última quarta-feira, Cruz não contou com Marco Antônio e Tiago Alves, que estão fora da partida do próximo sábado, e ainda poupou Erick e Dudu. Assim, teve a oportunidade de observar Alison e Anselmo mais à frente. O que poderia ser uma opção, ficou claro que era uma chance de observar os atletas mais de perto. Na segunda parte do treino ele utilizou Giva e Anselmo e as observações podem ser um esquema que ele imagina há um bom tempo. 
“Podemos utilizar o centroavante isolado ou até dois quando chega um por trás para fazer isso contra o Campinense, mas não conhecia bem os jogadores e não fiz essa maneira que às vezes dá certo”, explicou o técnico na última semana.
Ainda não há nada certo em relação à utilização deste esquema, mas ele pode ajudar os atacantes a funcionarem de forma mais efetiva. Dudu, um dos responsáveis por municiar os companheiros de ataque, relatou que todos estão ansiosos por voltar a marcar gols. “Eu vejo que o Alison sempre reclama. O Anselmo também está com essa sede de gols. O Giva também conversa comigo sobre isso. Claro que nos incomoda bastante. A bola está teimando em não entrar. Por outro lado estamos vencendo e acho que apaga um pouco disso”.
Até quem tem a missão de evitar os gols passou confiança aos companheiros. O goleiro Tiago Cardoso pediu paciência aos companheiros de ataque e disse que a equipe confia nos trabalho dos três. “Digo para eles terem paciência,  acreditar e saber que o grupo confia no trabalho deles. As lesões também atrapalharam. Anselmo se lesionou, Giva também e Alison é um guerreiro que está nos ajudando. Sabemos do poder de finalização dele. Mas no jogo é diferente. Basta ter paciência porque eles estão batalhando”.
Os números dos atacantes em 2017
Alison
10 jogos
8 como titular
0 gols
Giva
6 jogos
5 como titular
1 gol
Anselmo
3 jogos
1 como titular
1 gol
Por: SuperEsportes PE


Deixe uma resposta