No Sport, André celebra ‘hat-trick’, fim de seca e apazigua ‘bate-boca’ entre colegas

André estava de mal com as redes há cinco jogos. Vivia um nova seca depois de ter passado 11 partidas – mais de 800 minutos – sem gols no Sport. Mas neste domingo, na Ilha do Retiro, o atacante terminou ao novo jejum da melhor forma possível. Fez três gols na vitória por 4 a 3 sobre o Grêmio. Celebrou o “hat-trick” e o fim da abstenção.
 
O último gol de André havia sido o da classificação do Sport para a decisão da Copa do Nordeste, na segunda semifinal contra o Santa Cruz, no Arruda. Desde aquele 2 a 0 sobre o rival, a “zica” voltava a incomodar o atleta. “O gol foi para lavar a nossa alma, para tirar o peso. Estou feliz por ter feito os três gols, porque eles nos deram a vitória”, declarou o atacante rubro-negro.
 
O atacante, que custou mais de R$ 5 milhões aos cofres na transação mais cara da história do Sport, melhorou a sua média no Sport nesta temporada. Agora, após 27 jogos com a camisa rubro-negra, André balançou as redes adversárias dez vezes.
 

Discussão entre companheiros

Pouco antes do fim do primeiro tempo, quando o Sport perdia do Grêmio por 2 a 1, o volante Rithely e o atacante  Rogério protagonizaram uma discussão em campo. Tudo porque Rogério chutou em gol uma bola em vez de trocar passes. Rithely chegou a pedir mais coletividade em entrevista. André, por sua vez, colocou panos quentes na situação. Tratou o bate-boca entre “amigos” com naturalidade.
 
“Tem que continuar tendo (discussão). Acho que a gente tem que brigar. Ali no campo tem que discutir, no vestiário também. No intervalo, a gente discutiu e agora a gente vai se abraçar no vestiários porque tem amigos aqui e amigos não têm que passar a mão. Amigo é aquele que briga, que discute, porque quer o seu bem”, falou o atacante leonino.

Por: SuperEsportesPE



Deixe uma resposta