Milton Cruz busca o time ideal do Náutico

Com as voltas no campo do zagueiro Nirley na tarde de ontem no CT Wilson Campos, o técnico Milton Cruz está mais próximo do que nunca de ter a força máxima do elenco alvirrubro. A dúvida na sua cabeça deve ser quais são os 11 iniciais ideais, algo que deve começar a ser desenhado a partir deste fim de semana.

Desde terça-feira, o técnico alvirrubro vem trabalhando com a equipe em aspectos técnicos e alguns quesitos táticos. Uma busca por correções de erros que já identificou no pouco mais de um mês no comando do Náutico. Nos próximos dias é que os treinamentos coletivos serão realizados e assim algumas disputas podem surgir.
Na defesa, os postos no gol e no miolo de zaga parecem estar bem definidos com Tiago Cardoso. As laterais nem tanto. Na esquerda, Manoel tem vaga garantida, mas segue sempre com a sombra de Giovanni, que parece estar bem adaptado ao meio de campo, setor em que atuou nos últimos jogos. Já na lateral direita a briga é bem maior. David tem sido o titular, mas Sueliton foi utilizado na última partida e tende a ganhar mais oportunidades tendo em vista que se encontra em forma física bem melhor do que à época que chegou ao clube.
No meio de campo, a briga é bem maior na cabeça de área. Enquanto Dudu e Marco Antônio são nomes certos no meio de campo e têm papel fundamental na armação, Rodrigo Souza, Maylson, João Ananias e Giovanni brigam pelas outras duas vagas. A tendência é que Rodrigo Souza ocupe a posição de primeiro volante, que fez muito bem quando foi acionado, e João Ananias e Giovanni briguem pela outra vaga. Maylson tem a qualidade no passe acima dos demais, mas, sem tanto poder de marcação, ele deve seguir mais como opção para o decorrer da partida ou brigar com Marco e Dudu por uma vaga no futuro. 
No ataque, Milton Cruz não parece ter dúvida alguma. Erick é titular absoluto e é o melhor atleta do Timbu em 2017. Anselmo finalmente se recuperou de lesões e o técnico sempre demonstra confiança na capacidade do atleta. A titularidade do camisa 9 também só ocorrerá porque Alison teve várias oportunidades e não marcou nenhum gol sequer. Situação que parece ter colocado o jovem centroavante como terceira opção para o posto de centroavante, perdendo espaço também para Giva. 
Por enquanto tudo é observação do que ocorre no dia a dia do Náutico. As respostas só ocorrerão realmente quando Milton Cruz ordenar a entrega dos coletes e o mistério ser desvendado.
Por: SuperEsportes


Deixe uma resposta