Iceberg gigante se desprende da Antártica

Um iceberg do tamanho do Distrito Federal, um dos maiores já registrados, se desprendeu de uma plataforma de gelo da Antártida Ocidental, anunciaram nesta quarta-feira cientistas da Universidade de Swansea, no Reino Unido.
O iceberg era parte de uma gigantesca plataforma de gelo chamada “Larsen C”.
“O desprendimento aconteceu entre segunda-feira e quarta-feira”, e foi registrado por um satélite da Nasa, afirmaram os cientistas, que monitoravam a evolução do bloco de gelo, de 5.800 quilômetros quadrados.
“O iceberg pesa mais de um trilhão de toneladas, mas já estava flutuando antes de se desprender, de modo que não terá impacto imediato no nível dos oceanos”, disse uma equipe de pesquisadores do projeto Midas Antarctic, da Universidade de Swansea.
O iceberg, que tem uma espessura de 350 metros, será batizado provavelmente de “A68”.
“O desprendimento deste iceberg deixa a plataforma de gelo ‘Larsen C’ reduzida em área em mais de 12%, e a paisagem da Península Antártica mudou para sempre”, acrescentou a equipe.
A “Larsen C” tinha, há vários anos, uma fissura enorme que se alargou nos últimos meses (só em dezembro aumentou 18 km). No início de julho, estava unida à Antártica ao longo de somente cinco quilômetros.
A formação de icebergs ocorre naturalmente, mas acredita-se que o aquecimento global tenha acelerado o processo em algumas regiões. A água do oceano mais quente desgasta a parte inferior das plataformas de gelo, enquanto o aumento das temperaturas do ar as enfraquece por cima.
O novo iceberg gigante será observado de perto devido ao risco potencial para navios.
“Os grandes são mais fáceis de detectar no oceano. Este, com certeza, será rastreado muito facilmente por satélite”, disse à AFP Mark Drinkwater, especialista em gelo da Agência Espacial Europeia (ESA).


Deixe uma resposta