Vilabela Esportes

Comissão de arbitragem justifica jornada dupla de Clovis Amaral na Arena de PE

“É permitido que um árbitro assistente trabalhe em rodada dupla”, disse presidente da Ceaf

“É permitido que um árbitro assistente trabalhe em rodada dupla. Não há impedimento, tendo em vista que são dois jogos de equipes diferentes. Confiamos no preparo e na qualidade técnica do assistente escalado”, explicou Salmo Valentim, presidente da Ceaf-PE, que aidna lembrou que ele não foi o único. “Você pode observar que o quarto árbitro (Luciano Castro) trabalhou nos dois jogos também”.

Na última quarta-feira, quatro jogos foram realizados no estado e isso poderia ter influenciado na escala de arbitragem. Porém, não foi isso que ocorreu segundo Valentim. A opção foi pelo o que a comissão julgava ser o melhor para a rodada.

 “Tinha outros assistentes aptos sim, mas fizemos uma opção técnica. A escala do Brasileiro sub20 só interferiu na escalação dos árbitros e não dos assistentes”, finalizou, Valentim.Quem observou nos detalhes a rodada dupla na Arena de Pernambuco, encontrou algo bem incomum. Nas partidas entre Náutico x Central e Belo Jardim x Santa Cruz, Clovis Amaral foi o assistente. Trabalhou em sequência nos confrontos válidos pelo Campeonato Pernambucano. Situação inusitada, mas sem impedimentos, segundo a Comissão de Arbitragem da Federação Pernambucana de Futebol (Ceaf).
Por: SuperEsportes PE

 

Deixe seu comentário