Comissão de arbitragem justifica jornada dupla de Clovis Amaral na Arena de PE

“É permitido que um árbitro assistente trabalhe em rodada dupla”, disse presidente da Ceaf

& #8220;É permitido que um árbitro assistente trabalhe em rodada dupla. Não há impedimento, tendo em vista que são dois jogos de equipes diferentes. Confiamos no preparo e na qualidade técnica do assistente escalado”, explicou Salmo Valentim, presidente da Ceaf-PE, que aidna lembrou que ele não foi o único. “Você pode observar que o quarto árbitro (Luciano Castro) trabalhou nos dois jogos também”.

Na última quarta-feira, quatro jogos foram realizados no estado e isso poderia ter influenciado na escala de arbitragem. Porém, não foi isso que ocorreu segundo Valentim. A opção foi pelo o que a comissão julgava ser o melhor para a rodada.

 “Tinha outros assistentes aptos sim, mas fizemos uma opção técnica. A escala do Brasileiro sub20 só interferiu na escalação dos árbitros e não dos assistentes”, finalizou, Valentim.Quem observou nos detalhes a rodada dupla na Arena de Pernambuco, encontrou algo bem incomum. Nas partidas entre Náutico x Central e Belo Jardim x Santa Cruz, Clovis Amaral foi o assistente. Trabalhou em sequência nos confrontos válidos pelo Campeonato Pernambucano. Situação inusitada, mas sem impedimentos, segundo a Comissão de Arbitragem da Federação Pernambucana de Futebol (Ceaf).
Por: SuperEsportes PE

 



Deixe uma resposta