Com discurso da humildade, Santa descarta facilidade contra Uniclinic

Na Copa do Nordeste, o Santa Cruz está sorrindo de orelha a orelha. No grupo A, que conta com o Náutico, Campinense e Uniclinic, o Tricolor é o líder, ao lado dos paraibanos, com sete pontos. A última partida da competição foi com o mesmo adversário do próximo sábado, o Uniclinic. As recordações são boas: 4 a 0, a maior goleada da temporada até então. Sinal de que vai ser fácil lá no Ceará? Para o meia Thomás, não.
– Quando você entra dentro de campo, não tem essa. São 11 contra 11, e o bicho pega. Se der mole, os caras vão lá e ganham da gente. Quando chegar lá, a gente tem que jogar com paciência, tocar bem a bola. Respeitar a equipe adversária. Mas o nosso intuito é ir lá e conseguir a vitória.

Titular nas últimas duas partidas do Nordestão e do Pernambucano, o camisa 10 do Santa Cruz se diz feliz com o momento que passa. E afirma: vir para o Santa Cruz foi a melhor escolha que poderia ter feito.

– Com certeza foi a escolha mais certa que fiz. Desde o primeiro momento, eu me senti em casa. Para você se sentir bem, trabalhar bem, tem que estar com a cabeça boa. Feliz onde está. Estou muito feliz aqui e isso se reflete dentro de campo. Estou feliz aqui, com a cidade, com a namorada, com tudo.

Do GE



Deixe uma resposta