Assediado por muitos clubes, Erick não é visto como solução financeira no Náutico

Maior revelação do Náutico nos últimos anos, o atacante Erick poderia ser a solução para os problemas financeiros do clube na temporada. Sofrendo com salários atrasados e problemas administrativos (incluindo até mesmo o corte de energia na sede) e políticos, a venda do prata da casa traria novo fôlego para os cofres alvirrubro. Situação, por ora, tratada com bastante cautela pelo novo vice-presidente de futebol alvirrubro, Emerson Barbosa.

Debutando dentre os profissionais nesta temporada, Erick é o artilheiro do Náutico neste ano. Marcou sete gols em 18 partidas. Mais do que isso: é o principal nome do time. Com contrato até 2019, possui duas multas distintas com aproximadamente R$ 12 milhões para times brasileiros e 12 milhões de dólares (cerca de R$ 35 milhões) para clubes estrangeiros. Dinheiro suficiente para quitar os salários atrasados e iniciar a busca por reforços para a Série B – situação, por ora, cancelada em virtude da crise financeira.

“Erick é a maior revelação do Campeonato (Pernambucano) e talvez dos últimos anos do Náutico e futebol pernambucano. A gente vem tratando ele com toda atenção, dando retaguarda com a psicologia, nutrição, fisiologia… A comissão está muito preparada para atender às demandas especiais que ele precisa”, disse Barbosa.

Por: SuperEsportesPe



Deixe uma resposta